The Regrettes — How Do You Love?



Já na introdução, uma declaração do poema “Are You In Love?”, já se pode saber que o segundo disco do grupo punk norte-americano The Regrettes, How Do You Love?, se trata de um trabalho divertido e cheio de energia. Ao longo de quinze faixas, o álbum embala um ritmo frenético e aborda questões românticas a partir de um ponto de vista juvenil.

O rock entusiasmado do The Regrettes remete a uma sonoridade retrô, e a união dessa musicalidade com canções que apontam “fazer uma playlist juntos” como a prova definitiva de amor é uma mistura que agrada e diverte. A guitarra elétrica parece perfeita para animar uma festa adolescente, uma atmosfera moderna que a lírica do grupo consegue imitar com exatidão. Canções como o single “I Dare You” são impossíveis de se ouvir sem, no mínimo, bater o pé no chão de acordo com a batida.

No entanto, em um disco que parece não ter tempo para descansar, o ritmo festivo pode soar bobo e repetitivo em momentos. Isso faz com que o disco pareça mais longo do que de fato é, com seus 44 minutos de duração. Além disso, as menções insistentes a esse universo colegial, como na faixa “Coloring Book” e “Dress Up”, criam um ar pretensioso com suas metáforas e throwbacks um tanto quanto óbvios.

How Do You Love? é um disco alegre que anda na corda-bamba entre a doçura e a ironia. Liricamente, lida com as complexidades da vida romântica nos anos 2010, e as escolhas sonoras remetentes aos anos 1960 oferecem uma contradição deliciosa de se ouvir. Por mais que o pique de batidas por minuto possa cansar o ouvido, é um trabalho cheio de personalidade.

OUÇA: “Pumpkin”, “I Dare You” e “California Friends”

Como já diria Belchior, apenas um rapaz latino-americano. Ocupando demais tentando transformar o mundo num filme de Wes Anderson, mas trabalho como jornalista nas horas vagas.

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked