Sara Bareilles – Amidst The Chaos



Em 2013, Sara Bareilles lançou The Blessed Unrest, que rendeu a ela uma merecida indicação ao Grammy de melhor álbum. Desde então, a norte-americana se manteve ocupada com projetos como a trilha sonora da peça Waitress, indicada ao Tony, prêmio máximo da Broadway. Nesses seis anos, os Estados Unidos e o mundo mergulharam em uma situação estarrecedora, devido à ascensão de políticos como Donald Trump. Isso inspirou Sara a criar Amidst The Chaos, sua forma de lidar com a bagunça que temos vivido.

O lançamento começa muito bem, explorando a inquietação da cantora por meio de músicas pulsantes como “Armor”, uma espécie de grito de autodefesa e fortalecimento. Na primeira metade do álbum, a artista explora guitarras e harpas, elementos atípicos para a sonoridade dela.

O problema começa na segunda parte do álbum, pois Sara não apresenta absolutamente nada novo, tanto nas melodias quanto nas letras. Músicas como “Poetry by Dead  Man” e até “A Safe Placeto Land”, dueto com John Legend, transformam a festa num enterro, graças a um ritmo sonolento, sendo esquecidas assim que terminam.

Apesar de não estar à altura dos álbuns anteriores, Amidst The Chaos está longe de ser fraco. Até nas canções menos inspiradas, Sara Bareilles nos lembra do motivo de ser uma das compositoras mais respeitadas da indústria. E não há um momento sequer em que a cantora não consiga nos encantar com seu domínio vocal e a suavidade com que canta, o que já serve para nos acalmar durante tempos caóticos e desoladores.

OUÇA: “No Such Thing”, “Eyes On You”, “Armor” e “Wicked Love”

Movido a música, filmes, séries, livros, línguas, novidades...

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked