Ra Ra Riot – Superbloom



Em seu quinto álbum de estúdio o Ra Ra Riot não foge da fórmula pré-estabelecida do indie pop good vibes com melodias suaves e letras igualmente suaves, sem abordagem de temas complexos e que evocam calma e tranquilidade.

A banda não arrisca muito e acaba presa em uma forma, que embora seja agradável de ouvir, não traz novidade e é facilmente confundida com trabalhos antigos tanto do Ra Ra Riot como do Vampire Weekend, Phoenix e MGMT.

A melhor e mais chiclete faixa do novo disco é “A Check For Daniel”, que em alguns momentos lembra “aquela do Vampire Weekend” (“A Punk”). É a música mais agitada e dançante do álbum e a única que não economiza tanto nas guitarras.

Outro destaque do álbum é a faixa “Belladonna”, que tem um refrão contagiante, e um arranjo musical construído de forma excelente. Os instrumentos são perfeitamente encaixados com um coro de fundo e um interlúdio com diálogos em japonês.

Não há muito o que comentar sobre a composição das letras de Superbloom, todas são genéricas e parecem terem sido feitas somente para preencher os arranjos já construídos, que são muito bons e a principal qualidade da nova obra.

O trabalho novo do Ra Ra Riot não fugiu da zona de conforto. Às vezes isso é bom, outras vezes isso é ruim. Nesse caso o resultado é mais positivo que negativo, mas se tivessem buscado arriscar poderia ter saído um trabalho melhor.

A fórmula indie pop ainda não está totalmente esgotada e permite o surgimento de álbuns de boa qualidade, mas é preciso que se procure alternativas para reinventar.

Sem fugir muito do formato, o Phoenix tentou fazer algo original com o Bankrupt! em 2014 e o Vampire Weekend fez neste ano com Father Of The Bride. Talvez no próximo trabalho o Ra Ra Riot possa trazer sua contribuição para reinventar o indie pop.

OUÇA: “Belladonna”, “A Check For Daniel”, “War & Famine” e “This Time Of Year”

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked