Orchestral Manoeuvres in the Dark – The Punishment Of Luxury


Uma das questões que aparece em diversos artistas e obras é a separação entre mensagem e aparência, ou forma e conteúdo. No caso da música, o que acontece é  dicotomia letra e música. No mais recente trabalho do Orchestral Manoeuvres In The Dark (OMD) essa separação simplesmente não existe. É impossível entender os instrumentais sem as letras e vice-versa.

Desde registros mais antigos, a questão da tecnologia no mundo ocidental e as implicações que isso traz já dava as caras no trabalho do OMD e em The Punishment of Luxury, a mensagem é que, embora você possa trazer o que quiser até si com um simples digitar do teclado, a tristeza ainda paira em toda a atmosfera da condição humana.

Já na faixa de abertura somos expostos ao tom que o álbum vai ter. “The Punishment of Luxury” canta que a punição pela arrogância e luxúria humana chegou há muito tempo e se torna pior a cada dia. A mensagem ganha força com a ironia em utilizar sintetizadores, um alto aparato tecnológico num beat e melodias altamente pop e pra cima.

Uma falha do álbum é a forma como as camadas de som em algumas faixas são construídas. “Robot Man” e “As We Open, So We Close” são claros exemplos disso. Embora o resultado final sejam melodias legaizinhas que ficam grudadas na sua cabeça por dias, não existe hierarquia entre os diversos instrumentos e synths, dificultando um pouco a compreensão dos elementos que formam cada canção.

Uma característica interessante do trabalho do OMD é a construção das músicas com elementos pouco usuais. Em “La Mitrailleuse” o som de armas é utilizado para construir não apenas ritmo mas melodia de uma maneira muito criativa.

Mesmo sendo uma banda antiga com o primeiro álbum datando de 1980 e utilizando uma estética new wave/synthpop da primeira geração do estilo, o OMD não é de forma alguma uma banda que tenta fazer algo retrô. Apresentando seus conceitos através de uma estética antiga, o grupo mostra que é possível passar uma mensagem relevante nesse estilo sem apelar a referências baratas.

OUÇA: “The Punishment of Luxury”, “Art Eats Art”, “La Mitrailleuse” e “The View From Here”

Padawan em Arquitetura, músico e ilustrador

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked