Mark Lanegan Band – Somebody’s Knocking



Mark Lanegan não está batendo à porta, o cantor estadunidense está, de fato, batendo a porta – fechando-a com força ou, neste caso, abrindo-a. Obscuro e carregado de sintetizadores, o álbum permeia uma atmosfera meio filme de terror, meio oitentista. 

Lanegan é uma figura conhecida na música, emergindo da cena grunge de Seattle, responsável por bandas como Nirvana, Pearl Jam, Alice in Chains, ao lado do Screaming Trees. Somebody’s Knocking é o décimo primeiro álbum de estúdio do cantor e soa como uma retorno a uma época e local específico: a Manchester dos anos 80. 

São 14 faixas ao todo, cerca de 57 minutos de duração com guitarras e sintetizadores marcados. Uma lembrança renovada de um tempo passado, grandes momentos. Mark está convidando todos para uma festa dark – animada – estranha. 

“Disbelief Suspension” e “Letter Never Sent”, as duas primeiras faixas, já iniciam o clima que seguirá por todo o álbum. O que fazer? A festa já está acontecendo ao seu redor, resta ser sugado e convencido por algumas canções, como “Gazing From The Shore” e “She Loved You”, de que esse revival contemporâneo faz sentido e é divertido. 

Um registro agradável, dançante e esquisito. Vamos levar o Mark Lanegan para uma festa? 

OUÇA: “Letter Never Sent”,”Gazing From The Shore”, “Night Flight To Kabul”, “She Loved You”

Meio fotógrafa, meio jornalista e perdida por inteiro. Obcecada por arte e livros. Amo a Kim Gordon mais que a minha própria vida. Atualmente buscando os três pontos no jogo da vida.

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked