Duck Sauce – Quack

duck

_______________________________________

É estranho pensar que esse é o debut do duo de House Music composto por Armand Van Helden e A-Track, mais conhecido como Duck Sauce. Todos que estão lendo esse post (realmente esse todos não é um hiperbato, é realmente verdade) conhecem “Barbra Streisand” – a música, não a estrela. Lançada em 2010, a música extrapolou patamares e se tornou um dos grandes hits do ano, teve o vídeo no Youtube com quase 70 milhões de views e chegou ao número 1 da Billboard, além de aparecer num episódio do seriado norte americano Glee.

Depois de quatro anos desse estouro, eles voltam finalmente com seu primeiro álbum. E engana-se que eles são mais um one-hit-wonder. O álbum é extremamente coeso e talvez possa virar o melhor álbum de eletrônica do ano. Além disso, ele segue uma boa sequência, apesar de que as frases no fim de cada música para encaixar nas próximas irritem pelo excesso.

Além disso, há algo que faltava a música eletrônica, uma retomada a grande era Summer Electro Hits, com estrelas como Kasino, Lasgo, entre outros, na maior qualidade possível. Tem uma diversidade de estilos que servem como base como o Boogie, além da pegada oitentista presente bastantes em artistas como Kavinsky. Lembra e muito o Daft Punk do início dos anos 2000.

Ano passado, tivemos dois grandes discos do gênero com Disclosure e Daft Punk. Quack não perde em nada para esses dois lançamentos. As músicas do início ao fim empolgam e te dão vontade de dançar sem parar. Se valendo das já conhecidas “Barbra Streisand” e “aNYway” (os dois primeiros singles da história do duo) as outras músicas se mostram ainda melhor. Com certeza estará entre as músicas mais tocadas do ano e embalarão muitas festas.

OUÇA: “NRG”, “Charlie Chazz & Rappin Ralph” e “Radio Stereo”.

Jenny, I am in trouble.

1 Comments

  1. Por enquanto o melhor disco do ano. =))

Leave a comment

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked