M. Ward – More Rain

_______________________________________

Ward, mais conhecido por alguns como a parte ‘Him’ do She & Him, já trilhou um longo caminho na música, em especial no folk, alt. country e americana. Foram vários projetos, sendo os mais notáveis o Monsters Of Folk e o próprio She & Him, além de trabalhos solo. Em 2016, o artista nos traz More Rain, seu nono disco solo, e que apesar de agradável, é bastante previsível e até esquecível assim como Classics, o último trabalho de seu projeto mais conhecido ao lado de Zooey Deschanel.

Quão previsível é ter um disco intitulado More Rain e ser iniciado com uma faixa intitulada “More Rain” e que que possui 61 segundos de barulho de chuva? O que se segue também são canções que não trazem muitas novidades ao que Ward já produziu. Sua voz suave e meio rouca está lá. Sua pegada retrô, sessentista e seu violão também estão. Inclusive, os seus típicos floreios no violão também estão todos lá. Ponha uma voz fofa feminina em “You’re So Good To Me” e temos o próximo single do She & Him. Não que isso seja de todo ruim, mas são canções que não pegam e não despertam a vontade de ouvi-las no repeat.

Se há algum tom de novidade, ele fica por conta das canções mais pesadas, principalmente nas que permeiam a primeira metade do disco. Com guitarras mais carregadas e aparentes, músicas como “Time Won’t Wait” e “Confession”, se afastam um pouco do folk/country e se aproximam muito mais do power pop feito por Brendan Benson em seus registros mais recentes, sobretudo no que Benson fez em My Old, Familiar Friend, de 2009. No entanto, o talento de Benson em criar refrãos que grudam nos ouvidos faz falta a More Rain. Temos então boas ideias que parecem canções inacabadas.

Quem conhece e é fã do trabalho de Ward, encontrará deleite com a audição de More Rain. Não há dúvidas quanto a isso. A mistura country com power pop caiu muito bem, mas faltou um pouco mais de cuidado para lapidar e finalizar algumas músicas. Faltou também aparar as arestas do disco como um todo. Talvez descartando uma ou duas canções e montando o tracklist numa sequência mais coerente, poderíamos ter a impressão de que o disco fosse mais encorpado do que realmente é.

Em suma, More Rain não acrescenta nada na boa discografia de Ward, assim como não acrescenta bagagem alguma aos seus ouvintes. No entanto, se você é fã do artista ou acha que o estilo anda carente de lançamentos, vá em frente. O álbum pode até servir para te distrair em alguma tarde vazia e chuvosa de domingo, mas não espere muito mais do que isso.

OUÇA: “Girl From Conejo Valley”, “Temptation”, “Confession” e “I’m Going Higher”