Lizzo – Cuz I Love You



É meio impossível ter chegado até esse momento do ano de 2019 sem nunca ter ouvido falar nessa força da natureza que é a cantora/rapper/flautista Lizzo. Cuz I Love You é seu terceiro álbum de estúdio e o primeiro lançado por uma grande gravadora. Em seus trabalhos anteriores, Lizzobangers, Big GRRRL Small World e, principalmente, no EP Coconut Oil, Lizzo já mostrava seu talento para misturar o rap, hip hop e pop com elementos vão do rock ao soul e até mesmo seu treinamento em música clássica. E Cuz I Love You é a culminação disso tudo.

Uma grande característica do trabalho da Lizzo é seu senso de humor, muitas vezes ácido, e também sua mensagem de positividade e aceitação do próprio corpo como uma mulher negra e gorda. Pessoas como a Lizzo são extremamente importantes; e em cima de tudo isso a música feita pela moça, principalmente aqui, é excelente.

Cuz I Love You é o trabalho mais variado e versátil dela até o momento, misturando tudo o que ela já havia feito e ainda adicionando coisas novas. Cuz I Love You é forte do começo ao fim, com singles maravilhosos e nenhum filler no meio. De “Truth Hurts”, lançada originalmente em 2017, até “Juice”, “Tempo” e “Like A Girl”; não existe uma música dispensável.

Um dos maiores destaques fica com “Soulmate”; um hino ao amor próprio. ‘Cause I’m my own soulmate, I know how to love me‘. Em “Jerome”, ela usa do gospel, funk e trap de uma forma bastante interessante e talvez o maior exemplo da sua versatilidade. “Tempo”, uma ode às mulheres gordas, Lizzo consegue tanto encaixar um mini solo de flauta e um verso da Missy Elliott sem que nada pareça estar fora do lugar.

Cuz I Love You é um álbum extremamente bem escrito, produzido e performado por uma das melhores e mais complexas cantoras de sua geração. ‘Complexo’ é talvez a palavra que melhor defina Cuz I Love You e a Lizzo como um todo. É um álbum pop vendável e mainstream cuja qualidade é inegável. Lizzo pode não ter começado agora e já carregar um excelente passado, mas aqui é quando o mundo começou a prestar atenção nela. E com razão.

OUÇA: “Cuz I Love You”, “Jerome”, “Juice”, “Like A Girl”, “Truth Hurts”, “Soulmate” e “Better In Color”